quarta-feira, 26 de junho de 2013

E HOJE TEM PASSEATA E ATO DE NOVO! VIVA AS VITÓRIAS DO POVO, E AINDA HÁ MUITO MAIS A VENCER!





Resultados das lutas populares nas ruas:

1) A PEC 37, que pretendia retirar poderes de investigação do Ministério Público foi amplamente rejeitada na votação de ontem,25, na Câmara dos Deputados;

2) Os deputados também aprovaram, ontem, 75% dos royalties do Petróleo pra educação e 25% pra saúde, cujos serviços são municipalizados e precisam de fiscalização do uso dessas verbas;

3) A Câmara também derrubou, no dia 24 de junho, o repasse que seria feito pelo governo federal, em torno de R$ 43 milhões do dinheiro público, para custear programas dirigidos à Copa em 2014;

4) Em muitas cidades do Brasil os prefeitos baixaram as tarifas dos transportes públicos e, em Belém, o prefeito anunciou que não haverá aumento das tarifas e que ainda podem baixar, dependendo do índice de desoneração dos preços dos combustíveis.

MAIS JUSTAS REIVINDICAÇÕES
Redução da Tarifa em Belém, Passe Livre para estudantes, Conclusão do BRT, melhorias na saúde e educação, Pare Belo Monte, Respeito aos direitos dos povos indígenas, Xingu Vivo e Tapajós Vivo, Fora Feliciano e Fora Renan Calheiros, dentre outros temas de importância local e nacional.

Para quem acha que não vale a pena lutar, está vendo, na prática, como se melhora um país a partir da legítima e decisiva pressão popular. Os poderes públicos, se não são incomodados, decidem apenas em função dos interesses privados. 

O que garante avanços sociais, e sempre foi assim, historicamente, é o povo nas ruas, reivindicando, exigindo direitos, justiça, qualidade de vida.

O movimento sindical precisa pautar a adesão do Brasil à Convenção 158 da OIT, agora! Assim como a redução de jornada, sem redução de salário

E nós, do Banpará, iremos, logo mais, enfrentar os poderes constituídos exigindo, também, nossos direitos, qualidade de vida e de trabalho, saúde, segurança, a efetivação do nosso PCS, o retorno do nosso Tíquete Extra, a imediata implantação do Ponto Eletrônico, o devido pagamento de todas as horas extras, o fim da pressão por metas, o fim das metas abusivas, o fim do assédio moral, da sobrejornada, dos desvios de funções e o fim desse processo de desregulamentação que assola o Banpará hoje.

NA LUTA É QUE SE AVANÇA!

UNIDOS SOMOS FORTES!







*

Um comentário:

Anônimo disse...

Mesmo se tratando de ano eleitoral, onde, com crteza, assinarão e cumprirão todos os acordos 2013/2014, não vamos esquecer de todo mal que nos fizeram. A hora é essa, colegas, de fazer essa administração do Banpará nos respeitar e, até quem sabe, exigir o nosso roubado Ticket Extra de 2012 de volta ainda agora. Vamos fazer um forte movimento e mostrar a nossa força nas ruas e paralizando por tempo indeterminado, sem dar nenhuma brecha para que acionem a Justiça, como ocorreu na greve de 2012. E, em 2014, vamos nos vingar veemente desses tiranos insensíveis e paus mandados, não reelegendo Jatene. Cudado com as artimanhas eleitoreiras que virão em nossa direção. Não se iludam, pois, caso se reelejam, serão mais 3 anos de arbitrariedades e maldades.