terça-feira, 4 de dezembro de 2012

TÍQUETE, PCS, PROCESSOS DISCIPLINARES E OUTRAS LUTAS MAIS.



SOBRA DA PLR – QUEREMOS NOSSOS R$ 6 MILHÕES!
O nosso tíquete extra corresponde a uma sobra da nossa participação nos lucros e resultados. Não aceitaremos jamais esse sequestro! Não é justo que o Banpará e o Governo fiquem com o nosso dinheiro, fruto do nosso suor, do nosso trabalho, do nosso esforço em busca do lucro para o Banco. 

Vamos agir com a organização e a força que essa justa reivindicação merece! Precisamos fazer paralisações, chamar assembleias no Sindicato e chegar ao ápice da nossa mobilização, se for necessário. Atos de meia hora não bastam para dar conta de mostrar, firmemente, o tamanho da nossa indignação e a força da nossa capacidade de lutar de verdade pelo retorno do nosso tíquete!



PCS - Promoção em janeiro de 2013
Segundo claro entendimento jurídico, todos os que optamos e fomos reenquadrados no PCS em 2010 temos direito à promoção por antiguidade em janeiro de 2013. Em próximo post estaremos aprofundando essa questão, porque já há uma sinalização de posição contrária do Banco no sentido de nos sequestrar mais esse direito. Pode estar vindo aí mais um golpe.

PROCESSOS DISCIPLINARES - Todo cuidado é pouco.
Orientamos a todos os colegas que tenham muito cuidado quanto à rigorosa observância dos procedimentos legais no dia-a-dia do trabalho. Cumpram as regras mesmo que os superiores venham a pedir o contrário. A AFBEPA assim reforça, porque temos nos debruçado, a Presidenta e assessoria jurídica da Associação, na confecção de defesas de colegas, da capital e interior, envolvidos em falhas procedimentais, que originam os Processos Administrativos Disciplinares, buscando sempre os meios de prova que favoreçam o funcionário(a) vítima, para que se aplique corretamente e de forma mais justa o Direito. Uma das provas mais incontestáveis, por exemplo, é a manifestação escrita. Se for obrigado a descumprir uma regra ou executar uma tarefa fora da sua função, registre, escreva, manifeste formalmente ao seu superior a situação e a sua discordância, de preferência, copie a um outro superior o envio do e-mail.

É BOM NÃO ESQUECER: toda vez que for arrolado em qualquer processo, desde o início, quando a gerência geral da agência solicitar o seu posicionamento sobre a questão, entre em contato com a AFBEPA, para podermos ajudá-lo na sua melhor defesa.

INTERVENÇÃO EM CONFLITOS OCORRIDOS NO AMBIENTE DO TRABALHO, E EM DECISÕES DA DIREÇÃO DO BANPARÁ
A AFBEPA também tem auxiliado e escrito documentos para ajudar os colegas que estão com problemas decorrentes de conflitos no ambiente de trabalho, assim como os que decorrem de decisões tomadas pelo Banco. Temos conseguido mudar alguns casos, mas vemos que é imprescindível que o Banpará trabalhe urgentemente políticas que resgatem e mantenham a harmonia nas relações interpessoais. 

A rotina do trabalho bancário, onde a empresa exige além do que humanamente se pode, não dando as condições necessárias para tanto, tem levado os bancários a adoecerem, e em muito tem contribuído para quebrar a harmonia do ambiente do trabalho. É urgente uma ação efetiva por parte do setor competente em tratar as questões humanas, decorrentes da voracidade do capital. Precisamos de políticas de pessoal que olhe as pessoas como gente e não como máquinas.

FIRMES NA LUTA,

UNIDOS SOMOS FORTES!




*

2 comentários:

Anônimo disse...

Está ocorrendo um massacre nas agências do interior, é muita meta, toda hora é cobrança. Não aguentamos mais, porque nos falta condições para trabalhar.

Anônimo disse...

Há muitos colegas endividados e que contavam todos os anos (já dá saudades da Ana Júlia) com aquele Ticket Extra, que amenizava em muito as suas contas para o novo ano que entra. Não sei onde vamos parar sem termos mais a quem recorrer, ou confiar para nos defender contra esse inédito sequestro de todos os direitos e benefícios conquistados ao longo de anos de luta.