segunda-feira, 16 de julho de 2018

PLANTÃO JURÍDICO NA AFBEPA: EXPEDIENTE EM JULHO


Informamos aos nossos colegas bancários que, em julho, continuará havendo o Plantão Jurídico na AFBEPA.
Durante este mês, a Dra Shirley Araújo atenderá aos interessados às quartas-feiras, de 10h30 às 16h30, na sede da AFBEPA.
O atendimento voltará às quintas-feiras, neste mesmo horário, a partir da primeira semana de agosto, no dia 2.
A AFBEPA está localizada na Rua Senador Manoel Barata, n. 718 (Campina), entre av. Presidente Vargas e Tv. 1° de Março, no Ed. Infante de Sagres, sala 308.
Dúvidas? É só ligar: 3212-1457/ 1479, (91) 9247-6774 (WhatsApp).
UNIDOS SOMOS FORTES!
A DIREÇÃO DA AFBEPA
Assessoria de Imprensa

sexta-feira, 13 de julho de 2018

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE REUNIÃO GERAL – AÇÕES COLETIVAS


A Associação dos Funcionários do BANPARÁ (AFBEPA), aqui representada por sua Diretoria Executiva, na forma do art. 13, II, combinado com o art. 11, Parágrafo Segundo do Estatuto Social vigente, vem, por meio do presente edital, convocar os Associados Efetivos, para participarem da REUNIÃO GERAL que se realizará em 17.07.2018 (terça-feira), às 18h30, no Salão de Convenções do Edifício Síntese Plaza, sito à Avenida Senador Lemos, n. 791, Umarizal (Belém-PA), a fim de deliberarem sobre as matérias adiante discriminadas:
a)  Debate amplo e geral a respeito das ações coletivas de 7ª e 8ª horas extras, tanto no aspecto das execuções individuais, quanto no aspecto das execuções coletivas, tratativas com o Banco, esclarecimento de dúvidas, prazos de recebimento, honorários advocatícios, percentuais de recebimento e detalhamento minucioso da metodologia de cálculo.

Belém, 13 de julho de 2018.



DIREÇÃO DA AFBEPA

quinta-feira, 12 de julho de 2018

COMUNICADO: EXPEDIENTE PARA O MÊS DE JULHO NA AFBEPA


No mês de julho, a AFBEPA continua aberta para atender nossos colegas bancários da melhor forma possível.
Informamos também que a presidenta da Associação, Kátia Furtado, entra de férias hoje, 12 de julho. Afinal, é preciso recarregar as energias depois de um ano de trabalho, para, no próximo semestre, continuar lutando por nossas causas, junto com nossos colegas. 
Em sua ausência, a vice-presidenta, Tereza Cristina Quadros, e a 1ª Tesoureira da Associação, Edileuza Silva, ficarão dando o apoio necessário. Cristina Quadros dará este suporte até dia 23 de julho, data em que também precisará tirar suas férias. Edileuza Silva permanece todo o mês.
Desta forma, quem tiver notificação de processo administrativo ou quiser qualquer outro esclarecimento deve entrar em contato diretamente com a AFBEPA, no mês de julho, de 9h às 18h, de segunda à sexta-feira, pelos números: 3212-1457/ 1479, (91) 9247-6774 (WhatsApp).
Se quiser vir ao local, as portas também estão abertas. Nosso endereço fica na Rua Senador Manoel Barata, n. 718 (Campina), entre av. Presidente Vargas e Tv. 1° de Março, no Ed. Infante de Sagres, sala 308.

UNIDOS SOMOS FORTES!
A DIREÇÃO DA AFBEPA
Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 11 de julho de 2018

BANCO ADOTA CONDUTA ANTISSINDICAL E DE ASSÉDIO MORAL CONTRA A AFBEPA


Na última quinta-feira, 05 de julho, durante a distribuição de material da AFBEPA, na Matriz do Banpará, a Presidenta da Associação, Kátia Furtado, foi assediada moralmente, de forma gravíssima, em atitude nunca antes registrada na história recente do Banco, lhe levando, inclusive, a ser atendida na urgência da Unimed no dia do ocorrido.
O acordo coletivo da categoria garante à Presidenta da AFBEPA o livre acesso às dependências do Banco, justamente para que possa comunicar as pautas da Associação, manter informada a categoria dos assuntos de interesse, e, assim, exercer com liberdade o viés sindical mantido pela AFBEPA.
Contrariando o direito assegurado em norma coletiva, a direção do Banco se prestou a mandar três dos seus para seguir a Presidenta da AFBEPA em cada andar e salas visitadas, constrangendo a representante da AFBEPA, intervindo na sua fala com contestações, tolhendo a manifestação dos empregados e causando grande mal-estar entre todos os presentes.
Os empregados que se prestaram a esse lamentável serviço foram a assessora de Diretoria, que coordena a mesa de negociação das Execuções Coletivas; o funcionário representante dos empregados no CONSAD, mas que na mesa defende os interesses do Banpará e o superintende de Contabilidade - SUCON.
O assédio moral imposto teve início no segundo e continuou até o sexto andar do prédio e tinha como objetivo impedir e frustrar a livre comunicação acerca das negociações das Ações Coletivas, impedindo e dificultando que o contraditório da Associação chegue até a base.
A conduta imposta é mais uma atitude deplorável, ilícita e antissindical imposta pela Direção do Banpará, entre tantas outras que vem sendo tocadas com o objetivo de pagar aos empregados quantia rebaixada por quase dez anos de Direitos, quando a própria provisão já efetuada pelo Banpará permite que sejam pagos esses Direitos de forma digna.
Respeito é bom e todo mundo gosta!
UNIDOS SOMOS FORTES!
A DIREÇÃO DA AFBEPA