quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

VITÓRIA! AFBEPA REINTEGRA BANCÁRIO VÍTIMA DE FRAUDE



Uma decisão do Judiciário Trabalhista que repercutirá na vida dos trabalhadores(as) bancári@s, hoje expostos a esse tipo de violência, a perpetração de fraude por meliantes, nas Unidades Bancárias, muitas das vezes pessoas acima de qualquer suspeita e por isso, Processos Administrativos Disciplinares-PADS são abertos, culminando, por diversas vezes, em demissões.
Há, de fato, por parte do Banco, um interesse maior de punir, sem contudo, garantir melhorias tecnológicas, que auxiliem na prevenção dessas fraudes.

VAMOS AOS FATOS

No início do ano passado, 2019, o Banpará, demitiu por justa causa dois colegas, motivo: terem pagado ordens bancárias para pessoa da Autarquia Estadual que vinha receber pelos beneficiários.
Da descoberta até à aplicação da pena mais de ano se passou.
Com a dispensa dos colegas, a AFBEPA, que os acompanhou desde o primeiro momento de manifestação à Auditoria; após, o Banco decidiu pela abertura do Processo Administrativo Disciplinar; veio a decisão; depois o Recurso, infrutífero, uma vez que o Presidente não proviu o apelo de abrandar a pena de demissão, foi para a Justiça do Trabalho discutir a Ilegalidade da Dispensa.

NA JUSTIÇA TRABALHISTA

A tese defendida pelo escritório Tuma e Torres se baseia na Presunção de Inocência, devido a falta de imediatidade na aplicação da dispensa por justa causa,  além da discriminação promovida dentro do PAD. TESE ESSA EXITOSA!

Trecho do V.Acórdão da 3ª Turma do TRT:
“Apesar de estarmos diante de entidade da administração pública indireta, com trâmites burocráticos e procedimentos mais complexos, nos processos administrativos disciplinares há o dever de se observar dois requisitos, deveras mencionados na boa doutrina, quais sejam, o da contemporaneidade e razoabilidade, os quais não foram devidamente aplicados. Como visto acima, a tramitação do PAD perdurou por mais de dois anos, quedando-se o processo paralisado por mais de um ano, não se sabe por que motivo. Isto não pode ser considerado razoável ou proporcional”.

Logo, a Justiça determinou que o bancário seja imediatamente reintegrado, significando que por mais que o Banpará entre com recurso junto ao TST, o Banco terá que reintegrá-lo para trabalhar, no mesmo cargo ocupado anteriormente, e a decisão, ainda, determinou o pagamento das contraprestações salariais devidas de ordem legal, contratual e convencional, no período entre a dispensa motivada e a reintegração.
PARABÉNS AO COLEGA QUE ACREDITOU E A TODOS QUE POSSAM SE APROVEITAR DESSA DECISÃO E, DIGA-SE, IMPORTANTE PARA A NOSSA CATEGORIA EM PROCESSOS QUE VENHAM A SER DEMANDADOS.
PARABÉNS DR. MÁRCIO TUMA POR MAIS ESSA VITÓRIA. Valeu!
Abaixo Acórdão decisão. Leia:






UNIDOS SOMOS FORTES
A DIREÇÃO
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO









AFBEPA CONVOCA ASSOCIADOS E ASSOCIADAS PARA ASSEMBLEIA GERAL SOBRE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE 2019



Na próxima quinta-feira, 27 de fevereiro, a partir das 18h, ocorrerá a Assembleia Geral Ordinária de Prestação de Contas do exercício de 2019, da AFBEPA.

Como ocorre todos os anos, em obediência aos prazos e determinações estatutárias, a Diretoria da AFBEPA convida a todos os associados e associadas a comparecerem à Sede da Associação, localizada na Rua Senador Manoel Barata, nº 718 - 3º andar, Sala:308, Ed. Infante de Sagres, para que participem da Assembleia de Prestação de Contas, já convocada em edital, conforme determina o Estatuto.

É importante a participação de todos os associados e associadas. Aguardamos a todos e todas a partir das 18h.

Leia abaixo o edital de convocação.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DO EXERCÍCIO DE 2019

ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DO BANPARÁ - AFBEPA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 15.321.144/0001-17, convoca todos os associados e associadas para a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no dia 27 de fevereiro de 2020conforme Capítulo IX, art. 67, do Estatuto desta entidade, na sede da AFBEPA, à Rua Senador Manoel Barata, 718, edifício Infante de Sagres, 3º andar, Sala: 308, Campina - Belém-PA, em primeira convocação às 18h e, em segunda, convocação às 18:30h para discussão e aprovação da seguinte ordem do dia:

1 – Prestação de Contas do Exercício de 2019.

Belém, 20 de fevereiro de 2020.


UNIDOS SOMOS FORTES
DIRETORIA DA AFBEPA


terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

AFBEPA PROTOCOLA OFÍCIO JUNTO AO BANPARÁ SOBRE O EXCESSO DE PROCEDIMENTOS BUROCRÁTICOS NO ATENDIMENTO


Devido ao aumento excessivo de burocracia no desempenho diário do trabalho bancário, a AFBEPA solicita aos Banpará que reveja sua postura e se utilize mais da tecnologia para proteger o seu negócio e a vida da pessoa que faz o atendimento na ponta. Leia abaixo o ofício.





UNIDOS SOMOS FORTES
A DIREÇÃO
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO




sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

AFBEPA VAI AO INTERIOR DO ESTADO PARA DIVULGAR A NOSSA CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES NO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS


Presidenta da AFBEPA, Kátia Furtado, com os colegas de Santa Izabel

A cada dia a nossa luta ganha mais adesões dos funcionários que querem um Plano de Cargos e Salários justo, transparente e que realmente valorize quem se qualifica para as funções dentro do Banpará. E nesta quinta-feira, a presidenta da AFBEPA, Kátia Furtado, visitou as agências de Santa Izabel do Pará e Castanhal para falar das nossas ações nesta campanha e nossas principais bandeiras de luta: Realinhamento na Tabela Salarial, adoção de Critérios Democráticos de Progressão por Merecimento e inclusão da Carreira.

Kátia com os nossos colegas bancários e bancárias de Castanhal

Kátia distribuiu os informativos sobre a história do PCS e as nossas reivindicações. Os colegas fizeram perguntas e a presidenta tirou as dúvidas mais pertinentes sobre as regras do PCS. Eles solicitaram camisas da campanha e foi informado que eles podem pedir pelo zap da AFBEPA – 99247 6774, comunicando tamanho, lotação, cor e nome para receberem em seu município, além de poderem solicitar que sejam adicionados no grupo específico de WhatsApp  da Campanha do PCS.

Presidenta da AFBEPA distribui informativos da Campanha de Valorização dos Trabalhadores no PCS

“Nossa campanha está avançando e depois de Santa Izabel e Castanhal nós vamos, ainda este semestre, visitar outros municípios, para interagir sobre o nosso principal tema da Campanha Salarial deste ano. Queremos um Plano de Cargos e Salários que inclua Carreira e que nos traga Reclassificação na Tabela Salarial e Critérios Democráticos de Ascenção por Merecimento, sendo que o Banco quer impor critérios unilaterais, os quais não aceitamos, pois o Acordo de 2007 previu a construção conjunta de critérios de promoção. Então o Banpará tem de cumprir o acordo firmado”, concluiu a presidenta Kátia Furtado.

 UNIDOS SOMOS FORTES
A DIREÇÃO
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO