segunda-feira, 18 de setembro de 2017

SEM CAMPANHA SALARIAL ESSE ANO, RELEMBRE OS PRINCIPAIS PONTOS DO ACT E DA CCT 2016/2018

Com o Acordo Coletivo de Trabalho-ACT 2016/2018, assinado em 2016, esse ano não teremos Campanha Salarial. É importante relembrar o que está previsto e quais são os nossos direitos vigentes até o término deste Acordo, ou seja, 31 de agosto de 2018.

Pensando nisso e levando em conta as dúvidas e questionamentos que chegam até a AFBEPA por meio dos associados, este texto se propõem a relembrar os principais pontos disciplinados  na ACT, CCT e acordo aditivo da PLR 2016/2018.

Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2016/2018

SALÁRIOS, ANUÊNIO E GRATIFICAÇÃO DE FUNÇÃO
O Parágrafo segundo, da Cláusula 5ª do ACT 2016/2018 diz que, o Banpará irá reajustar os salários praticados até 31 de agosto de 2017 nos pisos das tabelas e níveis do Plano de Cargos e Salários-PCS (fundamental, médio e superior), inclusive com reflexo em toda a tabela do referido Plano, bem como nas demais verbas fixas de natureza salarial (salário, anuênio e gratificação de função), pelo INPC/IBGE, referente ao período de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1% (um por cento).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ficou em 1,73%, mais 1% (um por cento de ganho real), segundo a CONTRAF e o reajuste da categoria será redondo de 2,75%.

AUXÍLIO REFEIÇÃO
O parágrafo 1º da cláusula 6ª do ACT 2016/2018 diz que, o valor do Auxílio refeição que é de R$39,68 (trinta e nove reais e sessenta e oito centavos) a partir de 1º de setembro de 2017 será reajustado pelo INPC/IBGE, referente ao período de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1% (um por cento).

Segundo a CONTRAF reajuste da categoria será redondo de 2,75%.


ABONO ATIVIDADE FÍSICA
O parágrafo 1º da cláusula 16ª do ACT 2016/2018 diz que, o valor concedido em forma de regulamentação interna que é de R$118,80 (cento e dezoito reais e oitenta centavos) a partir de 1º de setembro de 2017 será reajustado pelo INPC/IBGE, referente ao período de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1% (um por cento).

Segundo a CONTRAF reajuste da categoria será redondo de 2,75%.

AUXÍLIO CESTA ALIMENTAÇÃO
O parágrafo único da cláusula 7ª do ACT 2016/2018 diz que, o valor do Auxílio Cesta Alimentação que é de R$643,52 (seiscentos e quarenta e três reais e cinquenta e dois centavos) a partir de 1º de setembro de 2017 será reajustado pelo INPC/IBGE, referente ao período de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1% (um por cento).

Segundo a CONTRAF reajuste da categoria será redondo de 2,75%.

AUXÍLIO CRECHE/AUXÍLIO BABÁ
O parágrafo primeiro da cláusula 9ª do ACT 2016/2018 diz que o valor que Banpará irá reembolsar para os empregados que é de até R$ 388,78 (trezentos e oitenta e oito reais e setenta e oito centavos) por filho, com idade de até 83 meses, a partir de 1º de setembro de 2017 será reajustado pelo INPC/IBGE, referente ao período de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1% (um por cento).

Segundo a CONTRAF reajuste da categoria será redondo de 2,75%.

LICENÇA PRÊMIO
De acordo com a Cláusula 21ª do ACT 2016/2018, o Banpará compromete-se a manter a Licença-prêmio de 45 (quarenta e cinco) dias, após cada quinquênio de efetivo exercício no Banco, observados os regramentos pactuados e regulamentados.

VALE-CULTURA
A respeito do Vale cultura de que dispõe a Cláusula 12ª do ACT 2016/2018, a SUARP nos informou que o benefício encontra-se suspenso, aguardando que a lei que o regulamentará seja aprovada pelo Governo Federal. Também informaram que o setor jurídico do Banco está acompanhando o assunto, mas que não há previsão para que o Vale Cultura seja regulamentado.

Convenção Coletiva de Trabalho - CCT 2016/2018

ADICIONAL DE HORAS EXTRAS
A cláusula 8ª da CCT 2016/2018 fala do Adicional de Horas Extras, nela diz que, as horas extraordinárias serão pagas com o adicional de 50%. O parágrafo primeiro diz que quando prestadas durante toda a semana anterior, também deverá ser pago o valor correspondente ao Repouso Semanal Remunerado, inclusive sábados e feriados.

Sobre o cálculo do valor da hora extra, o parágrafo segundo diz que, deverá ser feito tomando-se por base o somatório de todas as verbas salariais fixas...

INSALUBRIDADE/PERICULOSIDADE
A cláusula 10ª da CCT 2016/2018 diz que, quando houver laudo pericial acusando existência de insalubridade ou periculosidade em postos de serviços bancários localizados em empresas, será concedido aos bancários neles lotados o adicional previsto na legislação vigente.

GRATIFICAÇÃO DE FUNÇÃO
A cláusula 11ª da CCT 2016/2018 diz que, o valor da Gratificação de Função, de que trata o §2º do artigo 224 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, não será inferior a 55% (cinquenta e cinco por cento), sempre incidente sobre o salário do cargo efetivo acrescido do adicional por tempo de serviço, já reajustados nos termos da cláusula 1ª da CCT.

ABONO DE FALTA DO ESTUDANTE
Diz a cláusula 22 da CCT 2016/2018 que o empregado estudante terá abonada a falta ao serviço e considerada como dia de trabalho, para todos os efeitos legais, nas seguintes condições:

Nos dias em que estiver comprovadamente realizando provas para ingresso em estabelecimento de ensino superior...;

Nos dias de prova escolar obrigatória, mediante aviso prévio de 48(quarenta e oito) horas, desde que comprovada sua realização em dia e hora incompatíveis com a presença do empregado no serviço.

DOS AFASTAMENTOS POR DOENÇA SUPERIOR A 15 DIAS
A cláusula 47 da CCT 2016/2018 fala sobre os afastamentos por doença superior a 15 dias, segundo ela, o empregado, que por motivo de doença, afastar-se do trabalho por período superior a 15 (quinze) dias consecutivos, deverá até o 16º(décimo sexto) dia do afastamento, apresentar ao Banco, mediante protocolo de entrega, o atestado médico que comprove a sua incapacidade laborativa.

O empregado deve observar a legislação específica do Banpará, no que atine a essa questão, uma vez que o atestado médico tem que ser entregue na GESAT até o 5º(quinto) dia do afastamento por doença.

ABONO ÚNICO
Sobre o Abono único de que fala a Cláusula 59 da CCT 2016/2018, pago em 2016, não existe na CCT nem no ACT nada que regulamente ou que disponha que o Banco deva pagar o Abono em 2017.

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL/CERTIFICAÇÃO AOS EMPREGADOS ATIVOS
Segundo a cláusula 63 da CCT 2016/2018, na hipótese do Banco exigir do empregado a certificação para comercialização de produtos de investimento, CPA 10 ou CPA 20, reembolsará ao empregado o valor da inscrição na prova de certificação, desde que ele tenha obtido aprovação no exame respectivo.

Convenção Coletiva de Trabalho sobre Participação dos Empregados nos Lucros ou Resultados dos Bancos-CCT PLR 2016/2017

A Cláusula 4ª da CCT PLR 2016/2017 diz que a Participação nos Lucros e Resultados-PLR deverá ser paga até o dia 30/09/2017, ela será reajustada pelo INPC/IBGE, referente ao período de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1% (um por cento).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ficou em 1,73%, mais 1% (um por cento de ganho real), segundo a CONTRAF e o reajuste da categoria será redondo de 2,75%.

A SUARP nos informou que a PLR será paga na folha de setembro.

A nossa Luta continua, vamos ficar atentos e garantir que esse direitos contidos no ACT 2016/2018 e na CCT 2016/2018 sejam respeitados.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA


A Associação dos Funcionários do BANPARÁ (AFBEPA), aqui representada por sua Diretoria Executiva, na forma do art. 13, II, cumulado com os art. 11, Parágrafo Segundo e art. 15, Parágrafo Único do Estatuto Social vigente, vem, por meio do presente edital, convocar os Associados Efetivos, para participarem da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que será realizada em 19.09.2017, às 18:00h, na sede da AFBEPA, sito à Rua Senador Manoel Barata nº 718, sala 308, 3º andar do Edifício Infante de Sagres, CEP: 66.015-020, bairro: Campina, Belém/Pá, a fim de deliberarem sobre as matérias adiante discriminadas:

a)    Deliberação pelo ajuizamento, em nome da AFBEPA, de Ações Trabalhistas Coletivas, na forma do art. 2º, II, do Estatuto Social;

b) O que ocorrer.

A AGE se instalará em 1ª Convocação às 18:00h, mediante a presença de 50% + 1 do total de Associados (art. 14 do Estatuto Social). Não havendo quórum em 1ª Convocação, a AGE se instalará em 2ª Convocação, às 18:30h, com qualquer número de presentes.

Belém, 14 de setembro de 2017.

KÁTIA LUÍZA SILVA FURTADO

Diretora-Presidente AFBEPA

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA (COM ERRATA)


ERRATA

Onde se lê 20.09.2017, às 18:00h, na sede da AFBEPA, leia-se 19.09.2017, às 18:00h, na sede da AFBEPA. A correção se refere a data da realização da Assembleia Geral Extraordinária.

KÁTIA LUÍZA SILVA FURTADO
Diretora-Presidente AFBEPA

A Associação dos Funcionários do BANPARÁ (AFBEPA), aqui representada por sua Diretoria Executiva, na forma do art. 13, II, cumulado com os art. 11, Parágrafo Segundo e art. 15, Parágrafo Único do Estatuto Social vigente, vem, por meio do presente edital, convocar os Associados Efetivos, para participarem da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que será realizada em 20.09.2017, às 18:00h, na sede da AFBEPA, sito à Rua Senador Manoel Barata nº 718, sala 308, 3º andar do Edifício Infante de Sagres, CEP: 66.015-020, bairro: Campina, Belém/Pá, a fim de deliberarem sobre as matérias adiante discriminadas:

a)    Deliberação pelo ajuizamento, em nome da AFBEPA, de Ações Trabalhistas Coletivas, na forma do art. 2º, II, do Estatuto Social;

b) O que ocorrer.

A AGE se instalará em 1ª Convocação às 18:00h, mediante a presença de 50% + 1 do total de Associados (art. 14 do Estatuto Social). Não havendo quórum em 1ª Convocação, a AGE se instalará em 2ª Convocação, às 18:30h, com qualquer número de presentes.

Belém, 14 de setembro de 2017.


KÁTIA LUÍZA SILVA FURTADO
Diretora-Presidente AFBEPA



quarta-feira, 13 de setembro de 2017

AGÊNCIA TELÉGRAFO ESTÁ FUNCIONANDO SEM ESTRUTURA DE PESSOAL ADEQUADA

Ag. Telégrafo
A AFBEPA esteve na Ag. Telégrafo e verificou que, aquela unidade, vem funcionando sem a estrutura de pessoal adequada. Ontem, 12 de setembro, havia só dois caixas realizando o trabalho de atendimento ao público. Na unidade nos foi informado que, durante toda a semana passada a agência também funcionou sem a estrutura de pessoal apropriada para atender a sua demanda.

A Ag. Telégrafo é conhecida por ter um grande fluxo de clientes e usuários que utilizam os seus serviços, e por isso, é uma agência constantemente lotada, portanto, é impossível e inadequado atender a clientela com apenas dois funcionários trabalhando na guicheria de caixa.
 
Ag. Telégrafo
A quantidade insuficiente de caixas atinge diretamente a saúde dos trabalhadores, e isso, é importante que se cuide, por se tratar de um direito fundamental, também, não é bom para a clientela que é atendida com dispêndio de maior tempo. O Banco precisa analisar as necessidades de pessoal das agências e garantir que tenham funcionários suficientes para atender a demanda de cada unidade, sem que, nenhum Direito seja prejudicado.

Ag. Telégrafo
Quando esse tipo de caso acontece os funcionários ficam sobrecarregados, o que pode acarretar dano a sua saúde física e mental, além disso, por trabalharem na linha de frente do atendimento do Banco, eles recebem todas as reclamações e chateações dos clientes.
 
Ag. Telégrafo
É obrigação do empregador oferecer condições dignas de trabalho, garantindo a estrutura física e de pessoal, necessárias ao melhor desempenho do trabalho, e a segurança para os funcionários.

Por isso, a AFBEPA solicita que o Banpará tome as devidas providências para evitar esse tipo de situação.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

AFBEPA REALIZA CURSO DE REDAÇÃO E GRAMÁTICA


Está aberta a inscrição, para quem queira participar, do curso de Redação e Gramática, que será ministrado pela professora de Letras Raissa Maciel, durante o período de 18 a 22 de setembro, das 18h às 20h. A depender do número de inscritos, o minicurso, será realizado ou na sede da AFBEPA ou no Ed. Síntese Plaza.

O curso contará com aulas (teóricas e práticas) com duas horas de duração, durante cinco dias. Os temas abordados, produção de texto e gramática, visam dar suporte à elaboração de atividades variadas e ajudar os bancários tanto em sua vida profissional quanto em sua vida pessoal.

O minicurso será gratuito e exclusivo aos associados e associadas da AFBEPA. No final do curso, os participantes que tiverem 100% de participação receberão o certificado.

A AFBEPA deseja proporcionar mais oportunidades de aprendizado aos seus associados e associadas, e para isso conta com a colaboração e a participação de todos.

INSCRIÇÕES

As inscrições podem ser feitas por meio:

Do Whatsapp -99247-6774, enviar nome completo, telefone ou e-mail e lotação;

De E-mail para: afbepa.coragem@gmail.com, enviar e-mail com o título “Inscrição – Curso de Redação”, no corpo do e-mail colocar nome completo, telefone ou e-mail e lotação;

De Mensagem direta no Facebook, enviar nome completo, telefone ou e-mail e lotação.

Inscrevam-se e participem dessa proposta que está sendo realizada pensando em você, associado e associada da AFBEPA.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa


Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

AFBEPA E AEBA REALIZARAM ONTEM UM BATE-PAPO SOBRE REFORMA TRABALHISTA


Na noite de ontem, 05 de setembro, a AFBEPA e a AEBA realizaram um Bate-papo com seus associados e associadas sobre a Reforma Trabalhista e como ela pode afetar os direitos da categoria bancária, por entenderem que é importante a realização desses eventos, onde o trabalhador possa tirar as suas dúvidas e saber como agir para defender os seus direitos e interesses.
                           
                                                  
A presidenta Kátia Furtado abriu o evento saudando os participantes e ressaltando que estamos em um momento difícil e que o cenário que hoje se apresenta favorece os patrões, estamos sofrendo vários ataques, como a perda da ultratividade dos acordos coletivos, do sábado como dia de repouso semanal remunerado e, agora, a aprovação da Reforma Trabalhista, a Lei da terceirização e a iminência da Reforma da Previdência, entre outros.

Também falou da importância de nos unirmos neste momento, precisamos estar juntos de quem realmente acha importante defender a Classe Trabalhadora e seus Direitos, ante todos esses ataques e qualquer outro que avilte a condição humana.


O palestrante da noite foi o Dr. Márcio Tuma, Assessor Jurídico da AFBEPA, que esclareceu um pouco sobre as repercussões da Reforma Trabalhista na vida dos trabalhadores e nos direitos dos bancários e bancárias.

Ele começou ressaltando que não seria possível falar de todos os pontos da Reforma numa única reunião, pois ela alterou mais de 200 artigos da CLT, e que iria focar nos principais pontos que afetam a Classe Bancária.


Pensando nisso, o advogado começou por um tema que tem gerado muitas dúvidas e insegurança para os Bancários, que é como fica a Incorporação de função. Ele lembrou que “historicamente a Justiça do Trabalho defere a incorporação de função para os empregados que têm mais de 10 anos em exercício da comissão, retirados pelo empregador e sem justo motivo (esses requisitos precisam estar cumulados). Hoje a Justiça defere tanto se o período for contínuo quanto se for descontínuo, e também reconhece o direito daqueles que estão prestes há completar 10 anos e são destituídos”.

Ele ressaltou que atualmente não existe uma lei, vigente e específica, que autorize a incorporação de função, o que existe é a súmula 372 do TST que regulamenta esse procedimento de incorporação, ela é uma construção jurisprudencial vinda a partir do artigo 7º da Constituição Federal.


Segundo o Advogado, todos os pontos da Reforma trabalhista são voltados para resolver incômodos patronais, como é o caso da incorporação de função, assim foi inserido dentro da Reforma um dispositivo que assegura que não haverá incorporação, portanto, a partir de novembro haverá uma lei dizendo que o patrão não precisa incorporar.

O mais provável é que alguns juízes, analisando caso a caso, venham entender que o dispositivo é incompatível com a Constituição, porém isso vai depender de cada juiz.

A respeito do encaminhamento do Sindicato de entrar com Ações Individuais Declaratórias de Direitos, a Assessoria Jurídica da AFBEPA, entende e orienta que os funcionários não entrem individualmente, mas sim com uma Ação Declaratória Coletiva, pois a Ação Coletiva é genérica, e caso não tenha êxito, não prejudicará o funcionário que quiser entrar posteriormente com a sua Ação individual.


JUSTIÇA GRATUITA E HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIA

Também foi falado sobre como a Reforma Trabalhista traz alterações nas regras dos honorários de sucumbência e da gratuidade da justiça.

O beneficio da Justiça gratuita poderá ser concedido pelos juízes apenas para aqueles que ganham até 40% do limite máximo de aposentadoria do INSS (R$ 5.531,31) e àqueles que comprovarem insuficiência de recursos, mas sem a vinculação de prejuízo ao sustento próprio ou da família.

Já em relação aos chamados honorários de sucumbência, devidos aos advogados da parte vencedora por aquele que perdeu a causa, o texto da Reforma Trabalhista fixa essa remuneração entre 5% e 15% do valor da sentença.

Orientamos aos nossos associados e associadas que tenham dúvidas a respeito desse tema, que procurem a nossa assessoria jurídica para futuras orientações e aconselhamentos.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

terça-feira, 5 de setembro de 2017

O RITMO FOI DE FESTA E MUITA ALEGRIA NA COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DA AFBEPA


No último sábado, 02 de agosto, a ASBEP foi o palco da celebração dos 30 anos da AFBEPA. A festa foi linda! Relembramos os anos de sua fundação, brincamos, dançamos e cantamos, brindamos à nossa luta, às nossas vitórias e a tudo o que a AFBEPA vem fazendo durante todo esse tempo na defesa dos bancários do Banpará. Nossa confraternização contou com a presença dos associados e associadas, das empregadas e empregados, dos parceiros, de pessoas que fizeram e fazem parte da história da AFBEPA.

O presidente fundador da AFBEPA, Nazareno Tourinho, bancário aposentado do Banpará, escritor, poeta e teatrólogo, muito nos honrou com sua presença. Pudemos ouvir, através de seu relato, em detalhes, como se deu a criação da nossa Associação. Ele falou de sua alegria em ver que a AFBEPA continua firme e como ela está sendo bem dirigida. Falou também que o Banpará deveria ter mais respeito e investir mais em seus funcionários, uma vez que foram eles que salvaram o Banpará da extinção. “O Banpará precisa entender que o maior patrimônio de uma instituição pública é constituído pelos seus funcionários”. O relato cheio de emoção e convicção feito por ele foi ouvido com atenção por todos os presentes, e com certeza serviu de exemplo para todos os trabalhadores e trabalhadoras presentes.



Ao final de sua fala, ele recebeu uma bela surpresa da AFBEPA, quando foi presenteado com uma placa em Homenagem a sua história de luta em prol das missões da Associação, que foi entregue a ele pela Diretoria da AFBEPA e também foi presenteado com um ventilador.


Quem também esteve presente em nossa festa foi Salete Gomes, ex-presidenta da Associação, que relembrou um pouco da época em que a AFBEPA foi criada. Também falou sobre a importância que a AFBEPA tem na luta da Categoria Bancária e ressaltou que é importante que fiquemos conectados com as lutas gerais e que a AFBEPA vem cumprindo com isso. Ao final, ela parabenizou a Associação pelos seus 30 anos de luta.


O Dr. Márcio Tuma, que é Assessor Jurídico da AFBEPA, falou sobre como “os trabalhadores constroem a história, mas não são os trabalhadores que escrevem a história”, o que faz com que eles sejam vistos como coadjuvantes, quando na verdade eles são os atores principais que constroem o país. Ele também falou do orgulho de atuar ao lado da atual diretoria da AFBEPA e de servir os associados e associadas da AFBEPA com sinceridade, honestidade e comprometimento com a causa trabalhista.


Ao final, os trabalhadores prestaram uma homenagem à Presidenta, Kátia Furtado, lhe oferecendo a música “Maria, Maria”, composição de Milton nascimento, ocasião em que todos puderam cantar juntos e homenagear, não só a presidenta, mas a todos que ajudam a construir essa Associação diariamente.

A Comemoração dos 30 anos da AFBEPA foi muito especial para todos que puderam estar presentes. Foi regada a boa comida, boa música, brincadeiras, sorteios e muita diversão. Nada melhor para celebrar essa Associação e os trabalhadores e trabalhadoras do Banpará. E que venham mais 30 anos de lutas, coragem, dignidade, determinação e conquistas!

Sorteio de Brindes


Durante a festa, foram sorteados vários prêmios para os associados da AFBEPA. Alguns brindes foram doados pelas empresas conveniadas a AFBEPA e comprados pela Associação. Abaixo, você pode ver os ganhadores dos sorteios.

Rosinaldo de Jesus da Silva (Ag. Telégrafo) – Espremedor de frutas

Augusto Sérgio Pereira (Ag. Telégrafo) – Batedeira

Lucivaldo Almeida (Ag. Palácio) Jogo de panelas

Liliana Vieira(GENUM) – Gril

Salete Gomes (SULOC) – Ferro de passar

Otávio da Silva Lopes (Ag. Marituba) – Liquidificador(Bingo)

Paulo Barrozo (Ag. BR) – Espremedor de frutas(Bingo) e Cafeteira

Sonia Furtado(GENUM) – Kit masculino O Boticário

Clara Castor(Ag. Melgaço) – Ferro de passar

Alan Freitas(Ag. Marituba) – Gril

Joana Borges (Ag. Estrada Nova) -  Kit Ótica Telégrafo

Rubens Charles(Tesouraria central) – Ventilador

Ezeni Dias (SUAF) – Kit Ótica Telégrafo

Nazareno Tourinho (Ex-presidente da AFBEPA) – Ventilador

Cristina Quadros (SUDES) – Faqueiro

Agostinho Macedo (Ag. Senador Lemos) – Kit Feminino O Boticário

André Laranjeira(Ag. BR) – Jogo de panelas

Kátia Furtado(Presidenta da AFBEPA) - Ventilador


GALERIA DE FOTOS (Clique nas imagens, para vê-las em seu tamanho original)
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 


 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa