terça-feira, 4 de outubro de 2016

PROPOSTA REBAIXADA NÃO TEM VEZ

Chegamos ao 29º dia de greve nesta terça-feira (4) indignados com as propostas rebaixadas apresentadas em Mesa, ontem, pela Direção do Banpará.

O Anuênio de R$ 80 e 1% na PLR Social não são motivos que retirem o funcionalismo da greve. A outra proposta de promover os trabalhadores a partir de um ano de Banco é inaceitável porque estabelece a mudança da contagem para futuras promoções a partir de janeiro de 2017, o que é um retrocesso, pois quem teria direito a promoção em 2018, já não terá mais. Com isso o Banco lucra, pois não tem que recolher FGTS, INSS, pagar 13º salário, férias para seus funcionários, com base nas promoções que deveriam ocorrer em 2018.

A AFBEPA entende que as propostas do Anuênio e da PLR Social são insuficientes, e a proposta sobre a promoção para trabalhadores com um ano de Banco é inaceitável. O que queremos, e está na minuta, é a garantia das promoções por merecimento e antiguidade em janeiro de 2017. Não queremos mudança de marco de janeiro de 2014 para janeiro de 2017!

Outra questão é o acordo de 2 anos que a Fenaban propõe, e o Banco diz que segue a Fenaban. Também estamos com a incerteza do Reajuste Salarial, pois a Fenaban quer dar 7% e o nosso pedido é de 9,62% mais 5% de ganho real, e sobre essa reivindicação o Banpará também segue a Fenaban. Não concordamos com isso!

A AFBEPA pede calma ao funcionalismo e rejeição a qualquer proposta que nos rebaixe e nos traga incertezas. Vamos aguardar o desenrolar da greve e fortalecê-la. Tesoureiros, Gerências, façam adesão a nossa greve! Vamos reforçar o nosso movimento para conquistarmos nossas reivindicações.

Ag. Matriz Presidente Vargas

Ag. Empresarial - Umarizal

Ag. Nazaré


UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Assessoria de Imprensa



Nenhum comentário: