quarta-feira, 14 de outubro de 2015

NO BANPARÁ, GESTÃO TEMERÁRIA PREJUDICA O BANCO E A SOCIEDADE


É sabido por toda a Sociedade e pelos Banqueiros e Direções de Bancos Públicos que setembro é o mês da data base da Categoria Bancária. No Banpará, a Minuta de Reivindicações foi entregue desde o dia 20 de agosto

Pois bem, ao Banpará cabia responder ao seu Funcionalismo o que iria atender, o que não poderia e o que poderia ser atendido oportunamente.

De acordo com um calendário estipulado entre Sindicato e Banpará ficou marcada a primeira Mesa de Negociação para o dia 8 de setembro, entretanto por um problema insignificante a DIRAD cancelou a Mesa alegando que havia uma pessoa a mais na composição das Entidades e que isso não estava regrado na Portaria 140/2015 Imposta, desde o ano passado, pelo Presidente do Banpará, por isso, porque o Sindicato descumpriu com o número determinado pelo Banco, a nossa punição seria TER A MESA DE NEGOCIAÇÃO CANCELADA.

Daí em diante ocorreram mais duas Mesas, mas NÃO de NEGOCIAÇÃO, apenas se lia a Minuta para que o Banpará nos informasse que não atenderia o que era reivindicado pelo funcionalismo. Na penúltima Mesa, o Banco informou que daria R$-10,00(DEZ REAIS) no Abono Academia. 

Ora Diretoria do Banpará, dez reais no Abono academia soa como um ACINTE à Categoria dos Bancários do Banpará, que ainda não estava em greve.


Após as reiteradas INDISPOSIÇÕES da Direção do Banpará em NEGOCIAR DE FATO as reivindicações do seu funcionalismo, os trabalhadores (as), em assembleia, no dia 1º de outubro, decidiram entrar em Greve a partir do dia 6 de outubro. O Banpará ainda poderia NEGOCIAR a pauta dos seus trabalhadores(as) nesse lapso de tempo, entre a realização da assembleia e a entrada efetiva na greve, mas NÃO QUIS.

E, após 9 dias de greve, o que se verifica não é uma Diretoria de Banco empenhada em negociar a pauta do seu funcionalismo, em prestigiar e valorizar a dedicação que a grande maioria dos funcionários (as) tem pelo Banco. O que se vê é a Diretoria do Banpará empenhada em produzir provas para utilizar contra a greve dos trabalhadores (as), que apenas querem que na sua data base, momento em que podemos nos UNIR e solicitar o necessário para vivermos, o Banco tenha propostas de Melhorias Salariais e de Condições de Trabalho.


Desde quinta-feira, o Banco tenta intimidar o pessoal, assediando, inclusive, quem tem aderido a nossa Luta. Hoje, na Belém Centro, mais uma Câmera foi instalada na entrada da Rua 28 de Setembro, com o fito de capturar imagens do Movimento.

Além da Câmera, a Direção do Banpará, também, contratou um cinegrafista para filmar o Movimento dos seus Trabalhadores.

Qual o entendimento e lição que temos de tirar de tudo isso?? Que o Banpará, em relação aos seus funcionários(as), só tem dinheiro para gastar contra os NOSSOS LEGÍTIMOS INTERESSES DE CLASSE, pois num momento que a ele cabe responder às nossas pretensões, ele simplesmente NÃO O FAZ, ele nos IGNORA, e atenta contra os nossos interesses, através do uso de seu Poder Diretivo

Os vários contratos celebrados, os vários apoios dados, as várias construções de prédios para instalação de novas Unidades de Trabalho etc etc. São Milhões de Reais gastos com os diversos interesses da empresa, que passa por consultorias, apoio a times de futebol, contribuições para festas, marketing, dentre outros.


E o que cabe ao Funcionalismo do Banpará?? O que está demonstrado pela Direção do Banpará se parece com DESCASO, DESINTERESSE, DESCONSIDERAÇÃO, DESRESPEITO, DESVALORIZAÇÃO.

O Funcionalismo do Banpará já amargou quase 20 (vinte) anos sem Progressão no Plano de Cargos e Salários-PCS; 12 (doze) anos sem Reajuste Salarial; e 11 (onze) meses doando 20% (vinte por cento) da sua remuneração para o Banpará. Como consequência desse contexto, o Banpará tem o menor salário e comissão, em comparação aos Bancos Públicos, e o funcionalismo do Banco vive com uma defasagem salarial muito grande. É importante que saibam disso os radialistas que propalam inverdades contra a nossa Categoria sem NADA SABEREM das nossas Vidas no Trabalho Bancário e, ainda, toda a sociedade.

A Direção do Banpará PREFERE PERDER MILHÕES EM NEGÓCIOS para o Banco, o que também beneficia toda a sociedade, uma vez que o Banco repassa dividendos para o Governo, do que NEGOCIAR AS REIVINDICAÇÕES do seus Trabalhadores e Trabalhadoras, no momento em que temos o Direito de Reivindicar o que precisamos, para recompor minimamente os nossos Salários.

O Funcionalismo do Banpará Precisa de Salários Compatíveis com o Tempo de Banco. É inaceitável que uma pessoa que se dedica por quase 50 anos ao Banpará ainda ganhe o equivalente ao que deveria ganhar quem tem 12 anos no Banco. Por isso Queremos o REENQUADRAMENTO NO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS-PCS. Isso é DIGNO! 

Queremos o Reajuste de 16%. Isso é Digno!

Queremos o nosso Ticket Extra que foi sequestrado. Isso é Digno!

Queremos o Reajuste do nosso Anuênio, em 5% da remuneração. Isso é Digno!

Queremos a distribuição dos Lucros e Resultados de forma Linear, pois isso é construído com o esforço coletivo. Isso é Digno!

UNIDOS SOMOS FORTES!


A DIREÇÃO DA AFBEPA

Fotos: Kamilla Santos

Nenhum comentário: