segunda-feira, 10 de setembro de 2012

A GREVE CRESCE E SE FORTALECE. NÃO ADIANTA O BANCO PRESSIONAR!


Tivemos notícias, a partir de dezenas de bancários, de que a direção do Banpará está afirmando que a greve acabou e pressionando os gerentes para que os funcionários voltem, amanhã, às unidades de trabalho. Isso não é verdade! A greve continua, está cada dia mais forte, é legal, legítima e justa, e terá fim apenas quando os próprios bancários decidirem, o que só ocorrerá quando a direção do Banpará aprender a respeitar seus funcionários e apresentar uma contraproposta digna de ser apreciada e negociada pelas entidades, e de ser levada à votação em assembléia. Sobre essa triste conduta do Banpará, várias providências estão sendo tomadas, inclusive uma denúncia formal ao TRT e ao Ministério Público do Trabalho, caracterizando, claramente, o ato atentatório contra o direito de greve, por parte do Banpará.

HOJE FOI UM DIA DE VITÓRIAS PARA NOSSA LUTA!
Hoje o Banpará tentou distorcer a informação sobre um mandado judicial, argumentando que teria havido uma decisão de liberação da greve. Outra inverdade. A decisão foi apenas para abstenção, por parte da AFBEPA e do Sindicato, de bloquear a entrada dos funcionários nas unidades, o que nunca ocorreu. Na verdade, toda a categoria está revoltada com o desrespeito do Banco e já compreendeu a necessidade dessa luta que é de todos e todas. Por isso a adesão é tão forte e não é, e nem será necessário, bloquear a entrada de quem quer que seja. Os bancários sabem que nossa hora é agora e que as perdas poderão ser enormes no bolso, se recuarem. 

A AUDIÊNCIA FOI POSITIVA PARA NOSSA GREVE!
Na audiência no TRT ficou, mais uma vez, bem claro para a Desembargadora e vice-presidente daquele Tribunal, que o Banpará continua intransigente quando limita a discussão da Minuta apenas às cláusulas sociais. A Desembargadora, ao final da reunião, consignou em ata, a pedido da AFBEPA, a ata de reunião do Consad na qual o Banco afirma ter provisionado 13% para reajuste das verbas salariais. A Desembargadora também requereu que o Banpará apresente, na reunião de amanhã, 11, as 10h, proposta concreta aos funcionários, considerando, pelo menos, três itens da pauta econômica: equiparação do nosso piso ao piso do Dieese, uma promoção a mais, por merecimento, na data base, além da que ocorrerá em janeiro, essa por antiguidade, e o reajuste de todas as comissões.

A AFBEPA reafirma, sempre, a importância da retirada total das metas do nosso PCS e o resgate do interstício de 5% entre os níveis, além do reajuste de 13% nas verbas salariais e a inclusão dos adoecidos no PCS e na PLR.

Sabemos, pela ata de reunião do Consad e pelo resultado do semestre, que o Banpará possui todas as condições de negociar nossas cláusulas econômicas, sim! Falta é vontade política e respeito aos funcionários e isso, não aceitamos!

Na assembléia de hoje, 10, as 16h, a AFBEPA defendeu que o Sindicato pague nota nos jornais, televisão e rádio para dizer a toda a categoria, aos nossos clientes e à sociedade em geral, como a direção do Banpará e o governo Jatene estão destratando os bancários, primeiro negando o direito a negociação e depois mantendo a inflexibilidade, impondo restrições inaceitáveis. Temos que usar todos os canais para mostrar que esse governo estadual não sabe respeitar os trabalhadores e nem a sociedade paraense. Temos que lembrar ao governador Jatene que foi graças à dedicação e ao esforço dos funcionários que ele levou R$ 66 milhões, como dividendos, do lucro de 2011 e já levou R$ 10 milhões do resultado do primeiro trimestre de 2012. Agora, na hora de negociar nossas legítimas demandas, é só dureza e intransigência?! Que vergonha governador Jatene!



AGORA É HORA DE AVANÇAR, COLEGAS! TEM MESA DE NEGOCIAÇÃO NESTA TERÇA!
Nesta terça, 11, as 10h, ocorrerá a segunda mesa de negociação entre as entidades e a direção do Banpará. Agora é hora de fortalecer ainda mais nossa greve, pois só assim as entidades terão força para negociar com o Banco o principal. Sem recuos, sem medo, com independência e coragem, resistiremos e haveremos de vencer! Essa é a nossa hora!


UNIDOS SOMOS FORTES!





*

5 comentários:

Anônimo disse...

Fiquei envergonhado com o destempero da Presidente do Sindicato e da diretora Odinea na porta da matriz, que horrível,falar que o banco não provisionou na ata do Conselho de Administração o nosso reajuste. Eu não quero esse tipo de sindicato.

Anônimo disse...

Até o momento o banco não depositou o fgts de agosto. O prazo era até o dia 7, mas como foi feriado, deveria ter sido feito ontem.

Anônimo disse...

Colegas, vamos avaliar bem a proposta do banco, se vier hoje. Pedimos o piso do Dieese, que corresponde a um reajuste de aproximadamente 72%. Se o banco oferecer menos que 20%, temos uma propota rebaixada e que merece rejeição. Seria o mesmo que pedir 13% e conseguir apenas 5%. O mesmo vale para as demais verbas. Uma boa contraproposta do banco seria 10% ou mais, já que pedimos 13. Já que não cedemos à pressão da diretoria para acabar com a greve, também não devemos confiar nas indicações do sindicato, que sempre vende uma proposta rebaixada como grande vitória.

Joaquim caldas disse...

Ao passr hje p da manhã em frente a matriz,esta lá a guerreira dos funcionarios junto com sua companheira cristina,sem descansar,sem dormir...porque os maus não dormem também.
É de admirar a força a garra e a vontade dessas meninas,queria ter 10% da forças delas,colegas do banpará,vcs podem ter certeza que estão bem representados nessa luta... e não a vitoria sem luta.
Katia,aonde vc estiver,vc terá minha admiração.
um grande bjo no teu coração.

Anônimo disse...

Falo minhas as palavras do colega Joaquim. Essa é a nossa guerreira de sempre. Dói o rim, corre na urgência, medica e volta à batalha. Que Deus te abençoe sempre e à sua equipe tb. "Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura". Vamos bater mais e mais, que o iceberg acaba se partindo e afunda. Eles não poderão aguentar tanto tempo com as agências e pabs fechados.