quinta-feira, 9 de setembro de 2010

REALIZADA, ONTÉM, A CONTINUAÇÃO DA ASSEMBLÉIA EXTRAORDINÁRIA AUTOCONVOCADA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANPARÁ







Com a presença de dezenas de bancários, ocorreu, ontem, 8 de setembro de 2010, às 18h, a continuação da Assembléia extraordinária autoconvocada dos Funcionários do Banpará, desta vez no auditório, dentro da sede do Sindicato dos Bancários. Coordenaram a mesa dos trabalhos, a Presidenta da AFBEPA, Kátia Furtado e o delegado sindical Wilson Leão. Foi lida, e aprovada na íntegra, por unanimidade, a ata da assembléia de 2 de setembro de 2010.




Kátia Furtado informou aos presentes sobre as providências tomadas após a assembléia anterior, ressaltando que todas as determinações foram cumpridas, no que cabia à Associação de Funcionários e à Comissão de Funcionários: foram feitas cópias da ata e da lista de presença, que foram registradas em cartório e encaminhadas ao Sindicato dos Bancários e à direção do Banpará; foi solicitada a reunião com a direção do Banpará para que a Comissão de Funcionários possa tratar da questão do plano de saúde e destinação do patrimônio remanescente do plano CAFBEP/PAS.



BANCÁRIOS E BANCÁRIAS DO BANPARÁ VÃO GARANTIR A LUTA POR SEUS DIREITOS E CONQUISTAS, NESTA CAMPANHA SALARIAL



O debate foi intenso e acalorado, e os bancários e bancárias presentes manifestaram uma grande disposição de luta em defesa de seus direitos nesta Campanha Salarial, ressaltando que a redação final da Minuta de Reivindicações ainda não foi aprovada em assembléia da categoria, que é o fórum competente para tanto, até porque, na Conferência ocorrida na segunda-feira, a maioria esteve impedida de participar por estar trabalhando no banco. Também afirmaram os bancários que não aceitarão fatos consumados e que quem deve dirigir a Campanha Salarial é a categoria. Outra questão bastante tratada por todos os presentes foi que a categoria não aceita submeter as lutas da campanha salarial às conveniências do calendário eleitoral e que a força da categoria imprimirá o tom da Campanha Salarial 2010/2011.



FUNCIONÁRIOS NÃO ACEITAM O ESVAZIAMENTO DO BANPARÁ


Em uma das intervenções, foi relatada a denúncia, corrente no banco, de que a governadora teria aberto a possibilidade para que os funcionários públicos possam fazer o empréstimo consignado junto ao banco BMG, o que na opinião de todos e todas seria mais uma iniciativa nociva contra o Banpará, além da extinção da DIRET e da transferência dos fundos, antes administrados pelo Banpará, para o Banco do Brasil, que ocorreu em 2009.


Outra questão bastante ressaltada por todos os bancários e bancárias presentes foi a ausência da diretoria do Sindicato na assembléia extraordinária autoconvocada, mas pelo menos, desta vez, foi garantida a entrada dos funcionários na sede do Sindicato, diferente do que ocorreu no dia 2, quando a assembléia foi realizada na calçada porque os portões estavam trancados e lacrados e havia uma determinação da diretoria para que o segurança não permitisse a entrada dos bancários na sede.


AS PROPOSTAS APROVADAS, POR UNANIMIDADE, foram as seguintes:


1) a AFBEPA e a Comissão de Funcionários, composta por Kátia Furtado, Cristina Quadros, Paulo Barrozo e Wilson Leão, deverão publicar, em números, as perdas atualizadas dos bancários com relação aos 20% doados ao banco em 1998, o saldo remanescente com a extinção do plano CAFBEP/PAS, a estimativa da PLR com a regra básica de 13% e com o retorno da regra básica de 15%, como era até 2008, e o impacto do aumento de 11% em nossos salários;


2) a AFBEPA e a Comissão de Funcionários deverão averiguar denúncias de que a governadora teria aberto a possibilidade de realização do empréstimo consignado para o funcionalismo público no banco BMG, assim como os reais motivos da extinção da DIRET, com a transferência dos fundos, antes administrados pelo Banpará, para o Banco do Brasil, de modo a esvaziar e enfraquecer o Banpará;


3) a AFBEPA deverá abrir, neste blog, espaços para enquetes sobre itens em debate nesta Campanha Salarial 2010;


4) a AFBEPA deverá ingressar com DENÚNCIA no Ministério Público do Trabalho e com RECLAMAÇÃO TRABALHISTA COM PEDIDO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER, COMINADA COM DANOS MORAIS E PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA, na Justiça do Trabalho, ambas contra o Sindicato dos Bancários, por não ter cumprido o Estatuto Social da entidade ao deixar de convocar, em quatro dias, a contar da data da solicitação por abaixo-assinado, a assembléia extraordinária dos funcionários do Banpará; por ter impedido a entrada dos bancários na sede do Sindicato no dia 2 de setembro de 2010, quando da assembléia extraordinária autoconvocada dos funcionários do Banpará; e por não ter cumprido as determinações da assembléia extraordinária autoconvocada dos funcionários do Banpará, do dia 2 de setembro de 2010;


5)ratificar as determinações da assembléia extraordinária autoconvocada dos funcionários do Banpará de 2 de setembro de 2010.



TODOS E TODAS NA ASSEMBLÉIA DO DIA 17.


VAMOS GARANTIR NOSSOS DIREITOS E CONQUISTAS!


VAMOS LUTAR PELO MELHOR PARA NOSSAS VIDAS!


UNIDOS SOMOS FORTES!



*

2 comentários:

Anônimo disse...

Nossa associação está correta em todos os passos. Estamos prontos para lutar e defender o que nos é direito.
Penso que devemos nos fazer presentes na assembléia do sindicato para definirmos os caminhos dessas negociações atuais de campanha salarial.

Marlon George disse...

Parabens a AFBEPA. Esta e uma verdadeira associacao que luta pelos direitos dos bancarios do BANPARA.